15 de fevereiro de 2015

De Mochila por Portugal - parte 3: Sintra!

Setembro/2013

Saímos de Cascais pela manhã e seguimos para Sintra de ônibus. O ônibus levou cerca de uma hora para chegar em Sintra, mas por causa da mega volta que ele faz.

Chegando lá, decidimos comprar o ticket do ônibus de turismo, até mesmo porque Sintra é no meio das montanhas e os castelos no topo delas... Para caminhar, você precisa no mínimo de três dias para visitar a cidade, porque um ponto fica longe do outro, devido as subidas, mas como nós tínhamos um dia, decidimos aproveitá-lo bem!

Sintra está a 28km de Lisboa e oferece cenários surpreendentes pela beleza natural e pelos majestosos castelos, palácios e mansões espalhados pelos quatro cantos da cidade. As luxuosas mansões serviram de moradia de verão para realeza durante cinco séculos. Por causa do ar puro da serra, os fanfarrões passavam o verão fresquinhos.

Nossa primeira parada: O Palácio da Pena. Mais do que um palácio colorido, é considerado uma das obras primas arquitetônicas mais originais de Portugal. Uma mistura de estilos góticos, manuelino e mourisco com grandiosos jardins.
Palácio da Pena - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues



No século XII, no lugar do castelo havia uma capela dedicada a Nossa Senhora da Penha. Em 1503, iniciaram a construção de um mosteiro com o mesmo nome. A construção foi ordenada pelo rei D. Manoel e foi entregue a ordem de São Jerônimo, mas em 1834 as construções foram abandonadas devida a extinção das ordens religiosas em Portugal.

Palácio da Pena - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues

D. Fernando II adquiriu o mosteiro e em 1843 iniciaram-se as obras do palácio no lugar. Em 1910, com a implantação da república, a família real parte para exílio e em 1911 o palácio é aberto ao público como museu.
Palácio da Pena - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues

Palácio da Pena - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues
Palácio da Pena - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues

Seguimos em direção ao Castelo dos Mouros, onde acontecia o Festival de Marrocos. Estava mais movimentado do que o normal e cheio de coisas lindas que eu queria comprar (tudo).
Castelo dos Mourtos - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues
Castelos dos Mouros visto do Palácio da Pena
Assim que entramos no castelo, vimos uma placa com os dizeres: "Seu nome em árabe, um sorriso paga!". Cheguei mostrando os dentes!Era um senhor super simpático que escrevia seu nome em uma plaquinha do evento. Saí feliz porque na minha plaquinha ele escreveu: "Beautiful Princess Viviane" e de fato é o que sou... :P
Castelo dos Mourtos - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues

Castelo dos Mourtos - De Mochila pela Europa! Viviane RodriguesA história do Castelo dos Mouros começa em 5000 Ac, escavações comprovaram que a região era ocupada por comunidades neolíticas.

No século VIII, os muçulmanos conquistaram todo o território, atual Portugal e Espanha. No século X começaram a construção do castelo. Com o fim do domínio muçulmano em 1147, o castelo foi assumido por D. Afonso Henriques, após a conquista de Lisboa.

A medida que D. Afonso Henriques avançava com suas tropas para o sul, o castelo era cada vez mais abandonado. Quando a minoria étnica e religiosa foram expulsas do país, o castelo ficou totalmente largado e quase destruído por completo com o terremoto de 1755.

Foi em 1839 que D. Fernando II mandou reconstruir-lo. Da construção original, sobraram apenas as torres e as muralhas.
Castelo dos Mourtos - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues
Castelo dos Mourtos - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues
Castelo dos Mourtos - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues
Castelo dos Mourtos - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues
Palácio da Pena e Castelo dos Mouros - vista do Castelo dos Mouros



Hoje, o Castelo dos Mouros faz parte do Parque de Sintra e ainda há arqueólogos trabalhando em escavações por todo o terreno.

Seguimos nosso tour até a Quinta da Regaleira. Um lugar interessante, intrigante, enigmático e encantador! 

"A Quinta da Regaleira promove a entrada em uma dimensão alternativa que só se pode verdadeiramente explicar quando se passa o velho portão da entrada" Quinta da Regalera - De Mochila pela Europa! Viviane Rodrigues







São quatro hectares, jardins espetaculares, lagos, grutas, construções alquímicas que envolvem Maçonaria, os Templários e a Ordem Rosa-cruz. Tudo construído a pedido do proprietário Augusto Carvalho Monteiro, pelo arquiteto italiano Luigi Manini.
Quinta da Regalera - Torre Invertida - De Mochila pela Europa! Viviane RodriguesA Torre Invertida, para mim é a construção mais encantadora do lugar. As escadarias em espiral é sustentada por colunas e composta por nove patamares separadas por 15 degraus cada. 

Segundo ocultistas, o conjunto da torre é referência a Divina Comédia de Dante,       representando os nove círculos do Inferno, Paraíso e Purgatório.

É na Divina Comédia, que se encontra pela primeira vez exposta a Ordem Rosa-cruz.No fundo da torre, em mármore, um desenho de uma estrela de quatro pontas.
Quinta da Regalera, Torre Invertida - De Mochila pela Europa! Viviane


Quinta da Regalera, Torre Invertida - De Mochila pela Europa! Viviane
Quinta da Regalera, Torre Invertida - De Mochila pela Europa! Viviane
Quinta da Regalera, Torre Invertida - De Mochila pela Europa! Viviane
É assim que a Torre se parece do lado de fora

A torre é ligada por várias passagens subterrâneos levando a outros pontos da Quinta como a Entrada dos Guardiões, o Lago da Cascata (por onde nós entramos) e o Poço Imperfeito.

Lugar muito louco e uma ótima opção para visitar e se perder o dia todo!

 Depois de alquimias, poços, mistérios, fomos até o Cabo da Roca, o ponto mais ocidental do Continente Europeu.

Estava ventando tão forte que não conseguimos ficar muito tempo por lá. Observamos a pela paisagem, fotografamos e voltamos ao ônibus.

Alguns acidentes graves e fatais acontecem porque as pessoas não respeitam o limite da área de visitação. Em agosto de 2014 um casal polonês morreu por desrespeitar o limite. Fica a dica!
Cabo da Roca - De Mochila pela Europa! Viviane
Cabo da Roca - De Mochila pela Europa! Viviane
Cabo da Roca - De Mochila pela Europa! Viviane Na sequência, retornamos ao centro histórico de Sintra, fizemos algumas compras e logo voltamos ao ponto de ônibus, nosso tempo já estava esgotando, infelizmente!

4 comentários:

  1. Sintra é maravilhosa! E dá gosto de ver seu sorriso mas fotos, Viviane!
    Ps: eu não sabia da existência do Cabo da Roca, que burrinha! :( vai ter que ficar pra próxima...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim!!! Sintra é demais!!!! Obrigada, nossa, eu estava amando mesmo! :D

      O Cabo da Roca é muito interessante, mas pelas fotos da para ver a intensidade do vento, mais forte do que os de Dublin no inverno, hehehehe, mas vc aproveitou a cidade e as coisas belas que ela tem a oferecer, isso é o que importa!!!! Obrigada por sempre visitar o blog e deixar comentários, EU ADOOORO! Beijos!

      Excluir
  2. Adorei a sua humildade nesse post "Beautiful Princess Viviane" kkk.
    Perderia várias horas nesse local!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkk é tanta beleza Lê, que a gente acaba se descontrolando.... ahahahahahhaa, brincadeira!

      Sintra é um lugar mágico, fora do normal! eu amei!!!!

      Excluir